• Post published:23 de novembro de 2020

Em visita de integração e reconhecimento do formato das escolas militares, realizada no dia 18 de novembro, a convite da Escola Professor Verissimo de Melo, localizada em Natal (RN), uma palestra direcionada ao corpo docente da instituição foi ministrada pelo major do Corpo de Bombeiros, Rômulo Barros da Silva, diretor do Colégio Militar Dom Pedro II, de Cruzeiro do Sul (AC).

Na oportunidade, foi recepcionado pelo capitão de mar e guerra Jomar, e sua equipe, composta por 17 militares.

Major Rômulo abordou a estrutura organizacional das unidades de ensino militar do Estado do Acre, os desafios da educação inclusiva para alunos com deficiências e quebras de paradigmas dos métodos das unidades militares como auxiliadoras no processo de ensino-aprendizagem.

“Ações como esta engrandecem a nossa corporação, ficamos felizes em saber que somos referência para outros estados; é uma grande oportunidade para realizarmos intercâmbio de conhecimentos”, disse o major.

Para o comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Acre, coronel Carlos Batista,  “a proposta pedagógica das escolas bombeiro-militares do Estado do Acre tem como objetivo preparar o aluno para a vida em sociedade e formar cidadãos que atuem com ética e cidadania, guiados pelos valores e tradições da educação militar”.

Ao longo da pandemia, o colégio não parou, adaptou-se à realidade atual e realizou diversas ações, com o propósito de levar qualidade e disciplina para seus alunos. O ensino se deu de forma virtual, em aulas com materiais impressos e apostilados na plataforma do aluno, videoaulas com professores capacitados e comprometidos com o ensino.

 

 

O Colégio Dom Pedro II – CRZ

O Colégio Militar Dom Pedro II iniciou suas atividades escolares em 1º de março de 2019 e conta com ensino fundamental II e ensino médio, e abrange moradores de 40 bairros de Cruzeiro do Sul, além de alunos de Mâncio Lima e Rodrigues Alves.

A instituição tem sido referência na inclusão de jovens portadores de necessidades especiais, que recebem todo aparato pedagógico oferecido pela educação estadual, bem como acompanhamento individualizado para o desenvolvimento de suas atividades.