• Post published:13 de fevereiro de 2021

Por Renato Menezes (Estagiário – Assessoria de Comunicação/CBMAC)

Cadete Katiuce conta que foi um momento emocionante. Foto: Arquivo pessoal.

Por volta das 3h45 da madrugada deste sábado, 13, a guarnição do 1° BEPCIF, localizado no bairro Morada do Sol, realizou um parto de emergência. A família, que vinha do bairro Adalberto Aragão, chegou às pressas ao batalhão, pois a grávida estava em trabalho de parto dentro do carro e a bolsa já havia estourado.

Na ocasião, a guarnição de salvamento estava finalizando uma ocorrência, quando foi surpreendida por uma camionete que chegava rapidamente ao quartel. A irmã da parturiente desceu do veículo, correu em direção aos bombeiros militares pedindo socorro e relatou o ocorrido, afirmando que não daria tempo de chegar à maternidade, pois já era possível ver a cabeça da criança.

A cadete Katiuce Saraiva, auxiliar do comando de socorro, estava em serviço e foi a primeira militar a ser abordada. Mais do que depressa, colocou as luvas de procedimento, posicionou as mãos por debaixo da criança e auxiliou no parto. Verificou os sinais vitais da recém-nascida, analisou onde estava o cordão umbilical e, logo, fez a criança chorar.

A bebê está saudável e foi encaminhada à maternidade com a mãe. Foto: Arquivo pessoal.

Emocionada, a cadete contou que nunca tinha passado por uma ocorrência deste tipo. “Trazer uma criança ao mundo é a experiência mais brilhante e reluzente que eu já vi. Ouvir o choro, olhar para o rostinho, enfim, só tenho a agradecer por ter tido essa experiência”, relatou.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado até o local para que os procedimentos médicos adequados pudessem ser realizados para com a criança e a parturiente, bem como encaminhá-las à Maternidade.