HISTÓRICO

A presença dos bombeiros na regional do Juruá teve início no mês de setembro de 1986, quando o Governo do Estado do Acre atendendo uma solicitação da Força Aérea Brasileira designou uma guarnição de 6 (seis) militares: 3º Sgt Augostinho; Sd Neto; Sd Campos, Sd Abdoral; Sd Moraes e Sd M Fonseca, para realizar prevenção durante um exercício de maneabilidade das Aeronaves Tucanos da referida força. Após a operação, a equipe recebeu ordem superior para permanecer no local realizando prevenção no aeródromo. As autoridades, vendo a necessidade do serviço, resolveram designar outros militares e implantar o serviço de Bombeiros no Aeroporto Internacional de Cruzeiro do Sul, com um efetivo de 18 bombeiros/PM, comandados pelo o então 3º Sgt Pereira (primeiro comandante da unidade).

Em 1990, no aniversário de Cruzeiro do Sul, o governo do Estado através do Comando do CBMAC, na pessoa do então Cel Nivaldo Monteiro dos Santos, resolveu implantar um grupamento de bombeiros urbano no município para executar serviços na regional do Juruá, tendo sido instalado como uma companhia da PMAC. Com a emancipação do CBMAC, foi criado o 1º Subgrupamento de Incêndio Independente (1º SGI/IND), no prédio do Centro Social Urbano; naquele momento dividindo o espaço com a Fundação do Bem Estar Social do Acre (FUNBESA). No ano de 1992, com as dificuldades das instalações e tendo em vista a mudança da PMAC para uma nova instalação, o comando decidiu transferir a UBM para o antigo quartel da Polícia militar, atual SEFAZ, permanecendo no local até ano de 2002, a partir deste ano a UBM retornou ao prédio da FUNBESA, atual endereço.

No ano de 2010 o governo do estado por meio do Decreto Lei 5112 de 18 de março, criou o Sistema Integrado de Segurança Pública (SISP) dentro da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (SEJUSP) que reestruturou todo o sistema de Segurança. Com as mudanças, o 1º SGI/IND passou a ser chamado de 4º Batalhão de Educação, Proteção e Combate a Incêndios Florestais (4º BEPCIF).

Esta UBM está sediada em uma cidade estratégica da Regional do Juruá e atualmente conta com um efetivo de 63 militares (10 oficiais, 04 Subtenentes, 10 Sargentos, 19 Cabos e 20 Soldados); atende cidade sede, Cruzeiro do Sul, e também os demais municípios da regional: Mâncio Lima-AC, Rodrigues Alves-AC, Porto Valter-AC, Marechal Thaumaturgo-AC e eventualmente, no amazonas, as cidades de Guajará e Ipixuna.

O Batalhão presta à comunidade acreana diversos tipos de serviços: bombeiros de aeródromos, educação, prevenção, salvamento, combate a incêndios, auxílio ao público e resgate, seja de pessoas, bens ou animais, cujo lema é: “VIDAS ALHEIAS E RIQUEZAS SALVAR”.

Além da sua atividade fim, o 4ºBEPCIF também desenvolve atividades sociais. Em 2010, no comando do Major BM Moisés Antônio Silvao batalhão iniciou o Projeto Social Bombeiro Mirim, no município de Cruzeiro do Sul, com 45 adolescentes. Somente no ano de 2020 quando era para acontecer a 10 edição do projeto não houve devido à pandemia do Novo Corona Vírus (COVID- 19).

Ao longo dos anos o 4º Batalhão vem prestando serviços que se destacam no cenário local e nacional, dentre eles podemos citar duas grandes ocorrências atendidas:

Em 2009, o batalhão integrou a equipe de resgate dos corpos das 02 (duas) vítimas e da aeronave  FAB  2725, decorrente do acidente aeronáutico ocorrido no Rio Ituí (S 06º09′ W071º35′). Uma operação complexa, devido à dificuldade de acesso e recursos empregados no local. Pelo destaque, nosso batalhão foi agraciado pelo Esquadrão Harpia da Força Aérea Brasileira com o certificado de reconhecimento pelo desempenho na operação.

Em 2019 o batalhão atendeu uma ocorrência de grande repercussão e comoção social, a explosão de uma embarcação durante o transbordo de combustível, esse acidente vitimou 18 pessoas, das quais 8 (oito) vítimas fatais.

ESPECIALIDADE

A UBM atua no âmbito generalista (atende todos os tipos de ocorrência) não há uma especialidade do batalhão.

Incêndio em Edificações; Incêndio Florestal; Instrução; Mergulho; Bombeiro Mirim; Captura de Animal; Corte de Árvore; Capacitação.

DADOS DE OCORRÊNCIAS

O batalhão realizou durante o ano de 2019 4.747 (quatro mil duzentos e quarenta e sete) atendimentos e em 2020 até o mês de agosto 3.088 (três mil e oitenta e oito).

HISTÓRICO DE COMANDANTES DO 4º BEPCIF

  1. 3º Sgt BM Pereira
  2. 3º Sgt BM Valber
  3. ST Sena
  4. 1º Ten BM Honorato
  5. 1º Ten BM Mota
  6. 2º Ten BM Costa
  7. 2º Ten BM Roney
  8. Ten Cel BM Araújo
  9. 1º Ten BM Velasquesz
  10. Cap BM James Clei
  11. Maj BM Moisés
  12. Ten Cel BM Araújo
  13. Cap BM Rômulo
  14. Cap BM Oliveira (CMT Atual)

COMANDANTE DO 4º BEPCIF

CAPITÃO BM JOSÉ DUTRA DE OLIVEIRA

Ingressou no corpo de bombeiros militar do acre em 1992 como aluno soldado.

CURSOS DE FORMAÇÃO E ESPECIALIZAÇÃO BOMBEIRO MILITAR:

  • CFSD 1992
  • EABA 1993
  • CFS 1994
  • GUERRA NA SELVA 1995
  • CAS 2001
  • CHOA 2008
  • CAO 2018

 CURSOS CIVIS:

  • GRADUAÇÃO EM PEDAGOGIA – UFAC 2008
  • PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO PÚBLICA, CONTROLE INTERNO E EXTERNO
  • CURSO DE FORMAÇÃO DE AGENTES DE DIREITOS HUMANOS
  • CURSO DE MULTIPLICADOR DE POLÍCIA
  • CURSO DE OPERAÇÕES DE GPS
  • 1º CURSO INTERNACIONAL DE PROTEÇÃO E DEFESA CIVIL
  • CURSO OPERACIONAL DE DEFESA CIVIL
  • CURSO DE MULTIPLICADOR DE DIREITOS HUMANOS E DIREITOS INTERNACIONAIS HUMANITÁRIOS

SUBCOMANDANTE DO 4º BEPCIF

CAPITÃO BM CLODOALDO PINHEIRO DA SILVA

Ingressou no corpo de bombeiros militar do acre em 1993 como aluno soldado.

CURSOS DE FORMAÇÃO E ESPECIALIZAÇÃO BOMBEIRO MILITAR:

  • CFSD 1993
  • CFC 1994
  • CFS 1995
  • INCÊNDIO FLORESTAL 1998
  • CMAUT 2001
  • CAS 2001
  • EABA 2003
  • EMERGÊNCIA DE PRODUTOS PERIGOSOS 2007
  • CHOA 2010
  • CAO 2018
CURSOS CIVIS:
  • GRADUAÇÃO EM LETRAS VERNÁCULO – UFAC 2000
  • GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA FLORESTAL – UFAC 2010